Próxima


células 19 novembro

17/11/2017

Próxima
11/11/2017
O que fazer diante das lutas?

vamos lutar e vencer
Por: Pastor Joel Siqueira

Esta é a minha bíblia, a palavra de Deus, o alimento da minha fé, a lâmpada para os meus pés, a luz para o meu caminho, o martelo que me quebra, o fogo que me queima. Eu abro o meu coração para receber e praticar suas verdades sagradas. E que Deus me ajude.

Sermão 1257PAS, Arquivo: Hb3 1,2e17a19PAS1257

Hb 3:1,2 e 17-19

O que fazer diante das lutas?

Pregado em:

1)   PIB de Osvaldo Cruz em 05/11/17 dom 18h00

2)   .........................................................................................

 

1 Esta é uma oração do profeta Habacuque.

2  Ó SENHOR, ouvi falar do que tens feito e estou cheio de temor. Faze agora, em nosso tempo, as coisas maravilhosas que fizeste no passado, para que nós também as vejamos. Mesmo que estejas irado, tem compaixão de nós!

17  Ainda que as figueiras não produzam frutas, e as parreiras não dêem uvas; ainda que não haja azeitonas para apanhar nem trigo para colher; ainda que não haja mais ovelhas nos campos nem gado nos currais,

18  mesmo assim eu darei graças ao SENHOR e louvarei a Deus, o meu Salvador.

19  O SENHOR Deus é a minha força. Ele torna o meu andar firme como o de uma corça e me leva para as montanhas, onde estarei seguro.

 

Introdução:

Quando lemos Habacuque percebemos logo de início que sua história, seus relatos, são parecidos com os acontecimentos que o Brasil passa nos dias atuais. A Bíblia sempre é atual.

Os 3 primeiros versos do livro dizem: ...

A reação do profeta, como deve ser de cada crente nesta grande nação, foi a de assumir uma postura de oração. O capítulo 2:1 mostra Habacuque subindo à sua torre de vigia, torre de oração, o que temos em nosso projeto de construção.

Após esta postura chegamos ao capítulo 3 onde o profeta já percebeu que Deus age, e também disciplina e está usando a Babilônia como instrumento de castigo ao seu povo rebelde. Apesar de que a própria Babilônia também seria disciplinada mais tarde. Todos são pecadores.

Deus pode usar um ímpio para disciplinar o crente o que não quer dizer que o ímpio sairá ileso.

Mas Deus precisa disciplinar seu próprio povo?

1Pedro 4: 17  Pois o tempo de começar o julgamento já chegou, e os que pertencem ao povo de Deus serão os primeiros a serem julgados. Se esse julgamento vai começar conosco, qual será o fim daqueles que não crêem no evangelho de Deus?

 

Hebreus 12: 6  Pois o Senhor corrige quem ele ama e castiga quem ele aceita como filho.”

 

Se você se sentir disciplinado por Deus, seja por uma luta financeira, uma luta de saúde física, um problema familiar ou outro problema qualquer que está ocorrendo... se está acontecendo, de alguma forma, Deus permitiu e isto acontece com seus filhos, com os que ele ama.

Na revista Super Interessante deste mês tem uma reportagem sobre a formação de pedras preciosas no subsolo das nações. Um dos fatores da formação destas preciosidades é a pressão que elas sofrem debaixo do solo.

Deus nos permite sentir a pressão para formar em nós algo precioso. Não resista, não reclame, não xingue as pessoas ou o próprio Deus, é sua vida que está sendo valorizada.

Lembremos de Pedro:

Lucas 22:31  Jesus continuou: —Simão, Simão, escute bem! Satanás já conseguiu licença para pôr vocês à prova. Ele vai peneirar vocês como o lavrador peneira o trigo a fim de separá-lo da palha.

32  Mas eu tenho orado por você, Simão, para que não lhe falte fé. E, quando você voltar para mim, anime os seus irmãos.

De um negador fujão Pedro tornou-se um pastor que cuidaria de pessoas.

 

Por que estas coisas nos acontecem? Por que passamos por crises, por problemas?

1) Porque somos pecadores. Merecemos cada coisa ruim que nos possa acontecer. Não há um justo, um sequer. Todos são imundos.

2) Porque somos criaturas e não criador. Não temos o controle das coisas Ele tem. Problemas não nos deixam esquecer quem somos.

3) Porque nossa visão não alcança o amanhã. Ele pertence a Deus.

Pergunto então:

DIANTE DAS LUTAS O QUE FAZER?

1.  Avivar a esperança com Temor a Deus (1,2).

Habacuque conhecia a história de seu povo, a história de tudo o que Deus já fizera em Israel, sabe do que ele é capaz e TEME. Conhece seu poder e sua soberania, sua mão que e capaz de conduzir a própria história humana e TEME.

Precisamos resgatar o TEMOR a Deus.

Hoje em dia temos vários temores se desenvolvendo na vida humana:

·      Temor de assaltos, desemprego, doenças, solidão, futuro dos filhos...

Mas, por onde anda o TEMOR a Deus?

Desde o início a Bíblia mostra e vai e vem de temor:

Adão teme a Deus e se esconde. Caim seu filho perde o temor e mata seu irmão Abel.

Abraão teme a Deus e manda seu servo em busca de uma esposa apropriada para seu filho Isaque. Seu neto Esaú perde o temor e casa com qualquer uma.

Moisés teme a Deus e tem medo de liderar a libertação de Israel do Egito. Na volta perde o temor só um pouquinho e bate na rocha com raiva para dar água ao povo. Perdeu também o ingresso na Terra Prometida.

Saul começa a reinar com temor e termina sem ele. Davi começa a reinar com temor e perde por um pouco trazendo prejuízo de mais de 70 mil mortos de sua gente.

Salomão começa com temor e termina facilitando a idolatria de suas esposas.

Seu filho Roboão já começa a reinar sem temor e divide o reino...

E a história vai por aí a fora e chegamos em Habacuque onde o povo de israel está sendo oprimido pela Babilônia por causa da falta de temor de seus reis.

Onde está o temor a Deus?

Malaquias 1:6 (RC) O filho honrará o pai, e o servo, ao seu senhor; e, se eu sou Pai, onde está a minha honra? E, se eu sou Senhor, onde está o meu temor? —diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e dizeis: Em que desprezamos nós o teu nome?

 

Ao mesmo tempo que Habacuque TEME a Deus ele também reconhece que ele pode fazer maravilhas realizadas em outras épocas, o passado cheio de glórias poderia ainda ser reencontrado.

Com TEMOR Habacuque reaviva sua esperança no Deus que faz, que age, que que tem todo poder.

Ele é o:

a)    El Elyon : Deus Altíssimo. (Gn 14: 17-22; Is 14:13,14)

b)   El Shaddai : Deus todo poderoso. (Gn 17:1,8; 15-22; Ez 37: 1-14; Rm 4:16-22 e    Hb 1:11,12)

c)    El Roi : Deus forte, que vê. (Gn 16:13)

d)   El Olam : Deus eterno (Is 40:28)

e)    Javé / Jeová Nakeh : O Senhor que fere (Ez 7:9)

f)     Javé / Jeová Tsidkenu : O Senhor nossa justiça ( Jr 23:6; 33:16; Rm 8:1,33; 2Co 5:21)

g)   Javé / Jeová Maccadeshkem : o Senhor nosso santificador (Ex 31:13)

l)     Javé / Jeová Jiréh : O Senhor que provê.  (Gn 22:13,14; Fl 4:19)

m)  Javé / Jeová Nissi : O Senhor minha Bandeira (Ex 17:15; Rm 8:17; Ef 6:12)

n)   Javé / Jeová Raah : O Senhor nosso Pastor (Sl 23)

o)   Javé / Jeová Shammah : O Senhor está presente (Ez 48:35)

p)   Javé / Jeová Shalon: O Senhor nossa paz (Jz 6:24; Is 26:3)

q)   Javé / Jeová Sabbaoth : O Senhor dos exércitos (1Sm 1:3)

r)    Javé / Jeová El Gmolah : O Senhor Deus da recompensa (Jr 51:56)

s)    Javé / Jeová Raphi : O Senhor que sara (Ex 15:26)

A bíblia está cheia de detalhes sobre Deus que são narrados em combinação com seu nome, é como se fossem “sobrenomes de Deus”.

Estas maneiras de chamar a Deus são conhecidas de Habacuque pois fazem parte da história de seu povo. Ele sabe do que Deus é capaz.

Você lembra dos atos poderosos de Deus?

·      Curas milagrosas.

·      Sustento nas crises.

·      Vitórias sobre o mal.

·      Experiências marcantes da fé.

Vamos então pedir a Deus que sua obra hoje, em Osvaldo Cruz, em nossas vidas, sejam avivadas, fortalecidas, robustecidas pela manifestação de seu poder, de sua presença entre nós.

Quantas experiências tivemos com discipulados...

Quantas experiências tivemos com visitas de oração...

Quantas... você teve aconselhando alguém...

Numa visita... numa oração... num evangelismo com amigos

Lembram-se de 5 anos e meio pagando mais de um milhão de reais para comprar esta propriedade e Deus estava conosco, o dinheiro veio, sua casa não faltou o pão, minha casa não faltou o pão, então porque alguns pararam de contribuir? Pararam de acreditar?

(T)  Diante das lutas o que fazer? Avivar a esperança com temor a Deus. Mas vemos ainda que:

 

2.  Firmar a fé aconteça o que acontecer.

Uma das estratégias militares da época e que Judá sofria com os inimigos e com a Babilônia era o cerco militar.

A cidade ficava cerca por meses e anos até se render ou ser invadida com muita matança.

Há registros até de canibalismo na Bíblia e, Zedequias, que reinava quando a Babilônia fez sua última destruição em Jerusalém, teve seus filhos mortos na sua frente e depois seus olhos furados, para que a última imagem vista fosse da morte de seus filhos.

Habacuque deve ter vivido momentos assim ou pressentido no espírito esta situação iminente. Sabia do pior que viria e não o melhor. A resposta à sua oração não viria logo. E agora? O que fazer quando o melhor não vem? Quando o que esperemos não acontece?

·      Quando a cura não acontece?

·      O emprego demora?

·      A casa não é encontrada?

·      A segurança não se firma?

·      A vitória de nossos filhos não acontece?

 

O que Habacuque fez? Firmou sua fé!

Faltou frutos, trigo, gado, vinho... e azeitona usado para alimentos, medicina, religioso e até como combustível pra iluminação. Faltou até luz.

Diante das lutas, das faltas, Habacuque firmou sua fé:

·         Com ação de graças. Jó 1:21  Aí disse assim: —Nasci nu, sem nada, e sem nada vou morrer. O SENHOR deu, o SENHOR tirou; louvado seja o seu nome!

·         Com louvor a Deus. Salmos 146:2  A vida inteira eu louvarei o meu Deus, cantarei louvores a ele enquanto eu viver.

·      Com caminhada firme e obediente, de mãos dadas com Deus, mesmo que estivesse sendo levado ao cativeiro, à fornalha de fogo, à cova de leões, à morte de Cruz...

Se nossa vida está nas mãos de Deus, nossa salvação está com ele, nosso futuro está com ele, nossa eternidade está com ele, então, se passo as crises firme na fé, de mãos dadas com Deus, tenho a certeza de que chegarei do outro lado nas mãos do Senhor.

Quando a crise passar não serei só um vencedor, mas serei um mais que vencedor, porque não desisti na hora da crise.

Que tipo de crente desiste no meio do caminho?

·      Que a fé acaba quando o dinheiro acaba?

·      Que a fé acaba quando a saúde acaba?

·      Que a fé acaba quando o casamento acaba?

·      Que a fé acaba quando uma vitória não vem?

·      Que a fé só existe quando tudo vai bem?

Quando vem o primeiro ventinho... a primeira dorzinha... a primeira derrota aparente... dizem: Ah Deus! Onde o Senhor está?

Firma a sua fé em Deus pois sua vida está nele. Nós somos o que registrou o escritor aos hebreus em Hb 10: (RC)

38  Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

39  Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.

 

·      Nós não recuamos porque temos muitas promessas:

·      ... de morar nas mansões celestiais.

·      ... não te deixarei nem te desampararei.

·      ... estou convosco todos os dias.

·      ... o maligno não nos toca.

·      ... posso todas as coisas...

·      ... que o Senhor é meu pastor...

Deus não deixa cair nenhuma de suas palavras sem que se cumpram.

Rick Warren dizia: (Poder para ser Vitorioso pg 63)

“Perseverança no grego é a capacidade de lidar com as pressões, de aguentar, de nunca desistir, mas continuar andando”.

 

Conclusão:

O que fazer diante das lutas?

Avivar a esperança com temor Deus.

 

Firmar a fé aconteça o que acontecer.










visite nossa igreja

Rua Adelaide Badajós 77
Rio de Janeiro - RJ - 21351-390
Tel: (21) 3350 8048 ou 2458 9335

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.