Anterior


Cortando o Mal pela raiz

25/08/2018

Anterior

Próxima


Água em Vinho

25/08/2018

Próxima
25/08/2018
CASAMENTO E DIVÓRCIO

CASAMENTO E DIVÓRCIO
Por: Pastor Joel Siqueira

Esta é a minha bíblia, a palavra de Deus, o alimento da minha fé, a lâmpada para os meus pés, a luz para o meu caminho, o martelo que me quebra, o fogo que me queima. Eu abro o meu coração para receber e praticar suas verdades sagradas. E que Deus me ajude.

Sermão 1289ETI, Arquivo:  Mt 5,27ª32ETI1289

Mateus 5:27-32  -  Casamento e Divórcio.

Pregado em:

1)   PIB de Osvaldo Cruz em 26/08/18 dom 8h30.

2)   ..........................................................................................

27 —Vocês ouviram o que foi dito: “Não cometa adultério.”

28  Mas eu lhes digo: quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração.

29  Portanto, se o seu olho direito faz com que você peque, arranque-o e jogue-o fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ser atirado no inferno.

30  Se a sua mão direita faz com que você peque, corte-a e jogue-a fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ir para o inferno.

31  —Foi dito também: “Quem mandar a sua esposa embora deverá dar a ela um documento de divórcio.”

32  Mas eu lhes digo: todo homem que mandar a sua esposa embora, a não ser em caso de adultério, será culpado de fazer com que ela se torne adúltera, se ela casar de novo. E o homem que casar com ela também cometerá adultério.

Introdução:

Você já pensou em casar? Sonhos do casamento...

Você já pensou em separar? Pesadelos do casamento...

 

O que nosso Senhor Jesus Cristo e sua palavra nos orienta a nós, servos de Deus, discípulos seguidores de Cristo, aqueles que desejam ser obedientes à sua vontade e agradá-lo em tudo?

Jesus começa este trecho de seu sermão da montanha citando o sétimo mandamento que aparece na bíblia em:

Êxodo 20:14

Deuteronômio 5:18

Aqui em Mateus 5:21

Mateus 19:18

Marcos 10:19

Lucas 18:20

Romanos 13:9

Tiago 2:11

Pelo menos estas 8 vezes, a bíblia cita de modo explícito o sétimo mandamento: “Não adulterarás”!

Jesus vai mostrar que este mandamento tem a ver com duas coisas importantes na vida humana:

O coração.

O casamento.

O adultério começa dentro da pessoa. Aqui em particular, Jesus está falando com seus seguidores mais próximos, seus discípulos, homens em sua maioria, que possuem instrumentos que facilitam este pecado: Os olhos e as mãos. Ele até cita “direita” (olho direito e mão direita) uma idéia do carro chefe de nossa vida.

Com os olhos iniciamos a jornada para o pecado e com as mãos nós o executamos.

Uma expressão do Talmude judaico dizia: “O coração e os olhos são dois agentes do erro”.

 

Jesus dá uma sugestão firme dizendo que estes olhos e estas mãos devem ser arrancados para preservar a vida do corpo. Claro que não é literal, mas é algo radical.

O pecado sexual é comparado a jogar seu corpo no inferno, no “Geena”, no vale do fogo do lixão que não se apaga... na porcaria, na miséria humana.

Provérbios 6

26  Qualquer homem pode ter uma prostituta por pouco dinheiro, mas o adultério custará a ele a sua própria vida.

27  Será que você pode carregar fogo no colo sem queimar a roupa?

28  Será que você pode andar em cima de brasas sem queimar os pés?

29  O homem que dorme com a mulher de outro corre esse mesmo perigo. Quem fizer isso terá de sofrer muito.

 

Após esta consideração inicial sobre o perigo do adultério que, creio eu, pode se considerar perfeitamente também os pecados sexuais entre solteiros, eu tenho visto nestes anos de pastoreio muitos solteiros colhendo problemas e mais problemas por causa do sexo fora do casamento e alguns duram avida toda; Jesus então vai falar do divórcio.

Na lei de Moisés lemos o seguinte:

Deuteronômio 24

1 (NTLH) Moisés disse ao povo: —Pode acontecer que um homem case, mas depois de algum tempo não goste mais da esposa porque há nela alguma coisa que não agrada a ele. Nesse caso ele deve preparar um documento de divórcio, entregá-lo à esposa e mandá-la embora.

 

Quais os detalhes da lei:

a) Só os homens podiam exercer este direito de dar carta de divórcio, a mulher não. Ela podia processar o marido e obrigar, por motivos justos, que ele desse a carta.

b) A expressão hebraica aqui no texto é “ervat dabar” que significa: “palavra de sexo ou propósito de sexo”. Esta expressão hebraica pode ser comparada a expressão grega que Jesus usa aqui em nosso texto que diz: “logou porneia”.

Esta expressão hebraica levou os rabinos a interpretarem de duas maneiras diferentes:

i)           A escola Hilel e Aqiba diziam que “o amor solidifica a vontade e, quando acaba o amor, as vontades não mais se unem, logo o casamento acabou e se divorcia”

ii)         A escola rabínica Shamai dizia “divórcio só em caso de adultério”.

iii)       O catolicismo vai dizer :”Casamento é indissolúvel”.

Jesus aqui está assumindo a posição da escola de Shamai, mais radical, divórcio só em caso de adultério.

Este ensino de Jesus aqui é confirmado por Marcos e por Lucas. Quando vemos os escritos deles podemos entender melhor toda a questão, por exemplo:

Aqui em Mateus 5 parece que só a mulher entre em adultério se casar outra vez, mas em Marcos 10

11  E Jesus respondeu: —O homem que mandar a sua esposa embora e casar com outra mulher estará cometendo adultério contra a sua esposa.

12  E, se a mulher mandar o seu marido embora e casar com outro homem, ela também estará cometendo adultério.

Marcos aqui ainda usa o argumento da criação quando Deus une homem e mulher que serão uma só carne e diz que o que Deus ajuntou não o separe o homem.

Mateus 19 cita a expressão: “No princípio não era assim”.

Em Lucas 16: 18 (NTLH)  —Se um homem se divorciar e casar com outra mulher, comete adultério. E quem casar com a mulher divorciada também comete adultério.

 

O ideal de Deus para o casamento é até que a morte os separe, logo, o divórcio fere a unidade conjugal feita por Deus.

Paulo vai confirmar esta idéia quando diz

1 Coríntios 7:10 Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher se não aparte do marido.

1 Coríntios 7:11  Se, porém, se apartar, que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.

39 A mulher não está livre enquanto o seu marido estiver vivo. Caso o marido morra, ela fica livre para casar com quem quiser, contanto que case com um cristão.

 

Podemos então receber a oração do pr Claudio Duarte para divórcios onde a pessoa deseja casar de novo:

Senhor mata ele (ela)! Ele(a) prometeu e não cumpriu...

 

Jesus aqui está resgatando o que Deus já dizia no Velho testamento:

Malaquias 2: 16 (NTLH)  Pois o SENHOR Todo-Poderoso de Israel diz: —Eu odeio o divórcio; eu odeio o homem que faz uma coisa tão cruel assim. Portanto, tenham cuidado, e que ninguém seja infiel à sua mulher.

 

Há casamentos na bíblia que mostram Deus trazendo a mulher ao homem:

Adão e Eva

Isaque x Rebeca

E há casamentos na bíblia que não são bem feitos:

José no Egito... Jacó e Léa... Moisés e sua esposa...

Mas todos foram casamentos, não se deve dar a desculpa que “não foi a vontade de Deus”...

Alguns defendem a tese do falecido Vinicius de Morais: “Que o amor seja eterno enquanto dure”...

E a bíblia diz que o amor jamais acaba! Decida se vai crer em Vinícius ou em Jesus!

Um detalhe que percebi no texto e que alguns intérpretes também comentam é que o homem que repudia sua esposa por qualquer motivo está pecando e fazendo com que ela peque. “Será culpado se ela casar de novo...” (32)

Você pode até se separar e não casar mais, mas a culpa virá sobre você se a repudiada se casar outra vez, mesmo com um papel de divórcio na mão.

Criamos a ilusão que um pedaço de papel perdoa pecados. O que perdoa é o arrependimento e a fé.

Exemplo de casais que adulteram e legalizam o divórcio. Um papel resolveu....

 

Outro detalhe que percebemos também aqui de modo claro todo um contexto sexual. Aqui temos um dos motivos que separa casais, o sexo. O que a bíblia diz sobre isto?

 

1 Coríntios 7

1 Agora vou tratar dos assuntos a respeito dos quais vocês me escreveram. Vocês dizem que o homem faz bem em não casar.

2  Mas eu digo: já que existe tanta imoralidade sexual, cada homem deve ter a sua própria esposa, e cada mulher, o seu próprio marido.

3  O homem deve cumprir o seu dever como marido, e a mulher também deve cumprir o seu dever como esposa.

4  A esposa não manda no seu próprio corpo; quem manda é o seu marido. Assim também o marido não manda no seu próprio corpo; quem manda é a sua esposa.

5  Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Mas depois devem voltar a ter relações, a fim de não caírem nas tentações de Satanás por não poderem se dominar.

6  Não digo isso como uma ordem, mas como uma sugestão.

 

Sugestão porque o próprio Paulo não era casado e não tinha problemas com sua sexualidade, mas entendia que nem todos tinham este dom, este controle, esta maneira de tratar sua vida sexual. Disse Paulo isto de modo claro nos versos que seguem:

7  Realmente, eu gostaria que todos fossem como eu. Porém cada um tem o dom que Deus lhe deu: um tem este dom, e outro, aquele.

8  Aos solteiros e às viúvas eu digo que seria melhor para eles ficarem sem casar, como eu.

9  Mas, se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo.

 

Quando o casal não mantém uma vida sexual regular e satisfatória para ambos certamente as tentações e pecados se seguirão causando mais problemas e até um inferno no casamento.

O que pode acontecer com o homem por exemplo?

a) O pecado da masturbação.

b) O pecado da pornografia.

c)  O pecado do adultério.

Ao negar-se à prática sexual a esposa está indiretamente empurrando seu marido ao pecado e, em consequência, o casamento vira um inferno e até o divórcio.

O que pode acontecer com a mulher?

a) Sente-se carente. Falta-lhe amor, carinho e atenção.

b) Fica a mercê do galantismo dos “Ricardões”, demônios disfarçados de homens que se acham no direito de dar em cima da mulher dos outros.

c)  Ou esfria na cama e, em consequência, induz seu marido aos problemas já citados.

Pr Ebenezer do Instituto Haggai de treinamento de líderes dizia uma frase interessante sobre a prática sexual conjugal:

“Faça sexo sempre que possível e não apenas quando necessário”.

 

Diziam os antigos crentes do passado:

“Porque você vai pegar um fusquinha na rua se tem uma Ferrari em casa”.

 

E os problemas sexuais? Todos têm tratamento.

Há uma frase do falecido “Chico Anísio” que casou algumas vezes que dizia assim: “No casamento, você passa mais tempo em pé do que deitado”.

Isto nos lembra que a sexualidade do casal é influenciada pela convivência do casal.

Conclusão:

·      A bíblia não aceita divórcio por qualquer motivo. Se prometemos na saúde ou na doença, na crise ou na calmaria, na tristeza ou alegria isto é sério, não é brincadeira, as crises virão, as tristezas virão e as doenças virão.

·      Só o amor, que jamais acaba, consegue superar todos os problemas que surgem no casamento, até mesmo a única desculpa para separação que é o adultério. Mesmo ele o amor consegue superar. Ainda que a pessoa tenha o direito de separar.

·      O inimigo de nossas almas é astuto e sagaz, certamente está vendo como está seu casamento e lança dardos inflamados em sua mente. Uma maneira de vencer é com escudo da fé e com a espada da palavra de Deus: “Amai vossas mulheres! Reverenciai seus maridos”.

·      Vigiai e orai para não cairdes em tentação disse Jesus. Eu diria também “vigiai, orai e transai”...

 

Que Deus nos ajude a sermos obedientes à sua palavra e que nossos casamentos sejam equilibrados em todos os aspectos que o envolvem.










visite nossa igreja

Rua Adelaide Badajós 77
Rio de Janeiro - RJ - 21351-390
Tel: (21) 3350 8048 ou 2458 9335 Wsp 98481 6091

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.